terça-feira, 10 de abril de 2007

Passagem

“A vida corpórea do homem pode se comparar à vida do bicho-da-seda. No início, ambos estão dormentes, cada qual em sua matriz especial; ambos desenvolvem sua força ao nascerem; ambos, na idade madura, produzem frutos do seu ser; um, a seda, outro, o pensamento; ambos são sepultados após sua curta passagem e ambos renascem, ruidosos e lestos, e se elevam à região dos ares, para aí cada qual cumprir o destino que lhe é próprio!“

Louis Claude Saint-Martin

Um comentário:

fault.y disse...

muito boa citação :)